ACERCA DOS ORGANIZADORES

 

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE

Logo.png

A Organização Mundial da Saúde (OMS) é a autoridade directora e coordenadora da saúde pública dentro do sistema das Nações Unidas. Desde a sua criação, em 1948, a OMS tem reunido os mais altos peritos da saúde para definirem soluções, produzirem orientações e mobilizarem os governos, os trabalhadores da saúde e os parceiros no sentido de transformarem positivamente a saúde das pessoas.

Como parte do seu mandato, a OMS trabalha em estreita colaboração com outras agências das NU, doadores, organizações não governamentais (ONG), centros de colaboração da OMS e sector privado.

As tarefas da Organização Mundial da Saúde incluem:

  • fornecer liderança em matérias fundamentais de saúde e envolver-se em parceiras em que é necessária uma acção conjunta;
  • dar forma à agenda da investigação e estimular a geração, tradução e divulgação de conhecimentos valiosos;
  • estabelecer normas e padrões e promover e monitorizar a sua implementação;
  • articular políticas éticas e de base factual;
  • fornecer apoio técnico, catalisar as mudanças e formar capacidades institucionais sustentáveis; e ainda
  • monitorizar a situação sanitária e avaliar as tendências da saúde

ESCRITÓRIO REGIONAL PARA A ÁFRICA (Oms-AFRO)

O Escritório Regional da OMS para a África, com sede em Brazzaville, República do Congo, é um dos seis escritórios regionais da OMS. Serve a Região Africana da OMS, que integra 47 Estados-Membros.

O Escritório Regional, em conjunto com as Representações da OMS em 47 países da Região, trabalha com os governos, agências especializadas, parceiros e outras partes interessadas, no âmbito da saúde pública, formando as capacidades dos governos nacionais na melhoria da saúde das suas populações, assim como na recolha, análise e divulgação da informação acerca de soluções para os problemas de saúde pública. Os países da Região estão representados na Assembleia Mundial da Saúde, no Conselho Executivo da OMS e no Comité Regional para a África.

O programa da OMS/AFRO para as doenças evitáveis pela vacinação bem como o seu programa de vacinação, fornece apoio técnico aos países da Região Africana, de modo a contribuir para a redução das doenças, incapacidades e mortes, devido à vacinação das doenças evitáveis, atingindo e mantendo uma elevada cobertura vacinal, erradicando a poliomielite, eliminando o tétano neonatal, controlando a febre amarela e introduzindo novas vacinas.

Para mais informações acerca das actividades de vacinação da OMS na Região Africana, clicar aqui.


ESCRITÓRIO REGIONAL PARA O MEDITERRÂNEO ORIENTAL (Oms-EMRO)

O Escritório Regional para o Mediterrâneo Oriental, com sede no Cairo, Egipto, é um dos seis escritórios regionais da OMS. Serve a Região da OMS para o Mediterrâneo Oriental, que integra 21 Estados-Membros e o território ocupado da Palestina (Margem Ocidental e Faixa de Gaza). 

Este Escritório Regional, em conjunto com as Representações da OMS em 18 países da Região, trabalham com os governos, agências especializadas, parceiros e outras partes interessadas, no âmbito da saúde pública, para elaborarem políticas sanitárias e reforçarem os sistemas nacionais de saúde. Os países da Região estão representados na Assembleia Mundial da Saúde, no Conselho Executivo da OMS e no Comité Regional para o Mediterrâneo Oriental.

O programa da OMS/EMRO para as doenças evitáveis pela vacinação, bem como o seu programa de vacinação, visam o controlo, eliminação ou erradicação de todas as doenças evitáveis pela vacinação na Região do Mediterrâneo Oriental, através da promoção do uso de vacinas e tecnologias de qualidade comprovada, assim como da garantia de práticas seguras de vacinação.

Para mais informações acerca das actividades de vacinação da OMS na Região do Mediterrâneo Oriental, clicar aqui.


Government of Ethiopia

 

African Union